segunda-feira, 13 de maio de 2013

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

VISITA OFICIAL ÀS NOVAS INSTALAÇÕES NÁUTICAS

Ainda em fase de acabamentos, decorreu no passado dia 26 de Janeiro uma visita guiada levada a cabo pela empresa LUCIOS (empresa que está a construir o novo posto náutico).
Esta visita contou com a presença de várias emtidades Camarárias-com o presidente e vice-presidente- além de técnicos e diretores da edilidade.
Pelo clube VRL contamos com a presença dos elementos da Comissão Instaladora e ainda de inumeros atletas, treinadores, pais e associados.

A obra encontra-se em adiantado estado de acabamentos estimando-se que a mesma fique pronta um mês antes do previsto-Abril do corrente ano.

_______________________________

 VER MAIS FOTOS DA OBRA NA NOTICIA .... EM BAIXO



sexta-feira, 5 de outubro de 2012

ARRANQUE DA ÉPOCA 2013

As épocas desportivas de remo atualmente têm início oficial em 1 de janeiro e terminam a 31 de dezembro. Isso não impede que as épocas, no terreno, se iniciem em setembro e foi exatamente o que aconteceu já no VRL.

Esta época o VRL conta com algumas novidades nomeadamente pela entrada de atletas e treinadores novos e também pela nova organização que resultou dessa nova dinâmica.

O clube contará assim com vários ex. atletas que se encontravam dispersos por outros clubes do distrito, e também com 4 treinadores mais o  treinador  e coordenador Fernando Moreno.

O Viana Remadores do Lima pensa que esta será a última época desportiva que será realizada nas instalações velhas dos clubes que lhe deram origem. Na próxima época (2014),em princípio, já se iniciará no novo centro de remo que está a ser edificado, no âmbito do Centro de Mar, pela autarquia Vianense e que todos poderão acompanhar no espaço da antiga fábrica das boinas na Argaçosa.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

sexta-feira, 15 de junho de 2012



REALIZOU-SE A 1ª ASSEMBLEIA GERAL DO VRL, NO DIA 31 DE MAIO, PARA APROVAÇÃO DAS INSIGNIAS E LOGO. FORAM APROVADOS POR UNANIMIDADE DOS ASSOCIADOS PRESENTES NA ASSEMBLEIA.

quarta-feira, 21 de março de 2012

NASCEU O "VIANA REMADORES DO LIMA" (VRL)

EM ESCRITURA LAVRADA HOJE, DIA 21 DE MARÇO DE 2012,  NO 1º CARTÓRIO NOTARIAL DE VIANA DO CASTELO, OS 10 ELEMENTOS QUE INTEGRAM A COMISSÃO INSTALADORA EM REPRESENTAÇÃO DO CLUBE NÁUTICO DE VIANA E DA ARCO-ASSOCIAÇÃO DE REMADORES PARA A COMPETIÇÃO, ASSINARAM A ESCRITURA DA CONSTITUIÇÃO DO NOVO CLUBE DE REMO, SEM FINS LUCRATIVOS DE VIANA DO CASTELO, QUE ASSIM SE FUNDEM DANDO ORIGEM AO VRL-VIANA REMADORES DO LIMA

domingo, 22 de janeiro de 2012

Cerimónia de Assinatura dos Contratos de Financiamento do Centro de Mar

O projecto "Centro de Mar" foi aprovado no âmbito dos Polos da Competitividade e Tecnologia e outros "Cluster" pelo COMPETE e integra-se no Eixo Prioritário II do Programa Operacional Regional do Norte.
A cerimónia de Assinatura dos Contratos de Financiamento do Centro de Mar, no qual se inclui o CENTRO DE REMO DE VIANA DO CASTELO, decorrerá, em sessão aberta, no próximo dia 26 de Janeiro, às 12h00, na Sala Couto Viana, da Biblioteca Municipal de Viana do Castelo.Nesta sessão será também feita uma breve apresentação do projecto "CENTRO DE MAR".

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

CONTRATO EXECUÇÃO EQUIPAMENTO DE REMO DE VIANA

PARA QUEM TINHA DÚVIDAS...AÍ ESTÁ!

Com data de 12 de Janeiro de 2012 (histórico) saiu publicado-finalmente-o CONTRATO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE VIANA DO CASTELO, NO ÂMBITO DO CENTRO DE MAR-EQUIPAMENTO DE REMO DE VIANA DO CASTELO.

O preço base do procedimento será de 1.680.998.00 euros e o prazo contratual será de 10 meses-sem querer ser exato- teremos obra concluída na primavera de 2013...

PARABÉNS à Direcção da Câmara por esta importante vitória ganha ao fim de mais de uma década-o investimento na Náutica de recreio na cidade de Viana do Castelo.
PARABÉNS às Direcções dos Clubes de remo por continuarem a acreditar que este passo é muito importante na procura de mais e melhor remo para a cidade.

A FUSÃO ESTÁ PREVISTA AINDA PARA ESTA ÉPOCA DESPORTIVA.
ler... Aviso de Abertura de Contrato Público...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

TARDA A CONCRETIZAÇÃO DA FUSÃO...

Após a decisão das Assembleias Gerais dos Clubes de Remo, e após quase 4 meses, assiste-se neste momento a um impasse e uma indecisão, de todo, incompreensível e ilegítima. Sabe-se que as direções respectivas foram legitimadas para fazerem a FUSÃO-O QUE SE PASSA!?

Sabe-se que esta falta de concretização está a prejudicar a legalidade dos mandatos que já terminaram ou estão em vias disso.

A incompreensão que se vai ouvindo aqui e ali tem também que ver com o facto dos Clubes já terem assumido a junção-na prática- dos atletas, treinadores e utilização de embarcações, tendo já até, em regatas particulares competido com equipas mistas...

Meus senhores legitimem aquilo para que foram mandatados-o tempo urge e amanhã já será tarde, para a continuidade do Remo em Viana...

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

MAIS UM PASSO... PARA O CLUBE DE REMO DE VIANA

Há dias a Câmara colocou o Placard (ver foto) no local do futuro centro de Remo, onde nascerá o posto náutico do CLUBE DE REMO DE VIANA que dará corpo aos anseios das gentes que, efectivamente, gostam da modalidade.

Depois deste sinal ainda alguém tem dúvidas....?

Eu, como muitos, que sonho e tenho trabalhado para que as novas gerações tenham um clube de remo a sério, tanto do ponto de vista das instalações, como do incremento da quantitdade e qualidade, não esquecendo a sua sustentabilidade, repugna-me que haja alguém -uma ínfima minoria- que ainda vive agarrada ao passado-que está comprometido- tentando dessa forma mesquinha e egoísta, e, entretendo-se a brincar ao remo, prejudicar o avanço do processo que está em vias de conclusão e escrituração legal do novo Clube.

Quem acompanha a modalidade há longos anos acha que este é o único caminho para a resolução dos diversos problemas que a modalidade tem. Com que direito, ou autoridade, pode alguém, que nunca deu provas de interesse e ajuda efectiva à causa, pode sequer reclamar o direito a opinar sobre tal matéria(?) ...muito menos prejudicar o seu andamento?

Este sinal inequívoco da Câmara fala por si e demonstra a seriedade e objectividade dos seus actuais e anteriores responsáveis.

As gentes do Remo deverão colocar-se também à altura das suas responsabilidades, de uma vez por todas, deixando fluir e vingar a oportunidade única do século que o Estado nos dá! 

Viana tem que se modernizar para competir com os grandes centros do Remo nacional e internacional projectando não só a cidade náutica em geral mas também o remo em todas as suas vertentes.

A BEM DO REMO EM VIANA

domingo, 25 de setembro de 2011

Campeonato Nacional de Sprint Remo em Viana do Castelo-Caminhense grande vencedor!

Numa organização da Federação Portuguesa de Remo, ARCO e Clube Náutico de Viana, com o apoio e patrocínio da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Caixa Agrícola e Intermarché Mazarefes, realizou-se no dia 24 de Setembro de 2011, o Campeonato Nacional de Sprint Shell, na categoria de Juniores e Seniores.
Estiveram presentes 11 Clubes, cerca de 250 atletas, 104 embarcações distribuídas em 16 regatas nas embarcações masculinas de 1x, 2x, 4-, 4x e 8+, e 1x, 2x, 4x e 8+ femininas.
A ARCO concorreu com 9 equipas tendo obtido 2 primeiros lugares em 1x júnior feminino e 8+ sénior feminino. O Náutico, devido à saída dos seus remadores juniores e seniores, para Caminha na presente época, ao contrário da época passada em que apresentou 9 tripulações, neste ano, com pena nossa, não concorreu a esta regata. Vários dos atletas presentes em representação do Caminhense e que acabaram por ser vencedores de diversas regatas, pertenciam ao Náutico de Viana.
O publico acorreu em quantidade considerável, à frente ribeirinha, pese embora o vento frio que se fez sentir principalmente de tarde fosse um handicape para que, seguramente, contássemos com o dobro das pessoas.
A prova rainha de 8+ sénior masculino, ganha brilhantemente nos últimos metros pelo Caminhense, proporcionou um despique empolgante entre as 6 equipas finalistas que entraram na meta praticamente em 5 segundos.
A organização do Arco e do Náutico de Viana têm a tarefa de fazer com que esta iniciativa de trazer o remo nacional a Viana seja para continuar por muitos anos, e, para isso, estão a envidar esforços diversos para tornar esse objectivo exequível, em concreto, de forma a que se assista em Viana a regatas como as dos tempos áureos da época de Humberto de Barros, grande senhor do remo Vianense, fundador do Clube Náutico de Viana, que fez na cidade dos anos 50, 60 e 70 um ex-libris do remo ibérico.

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Notícia do Gabinete de Imprensa da Câmara


clicar no link para ler...: Câmara noticia assinatura dos protocolos com os clubes náuticos...

NÁUTICO DE VIANA APROVA A FUSÃO, NA GENERALIDADE, COM O ARCO

Realizada que foi a Assembleia Geral do Náutico de Viana, embora ainda não sejam conhecidos detalhes...sabemos que, globalmente, a FUSÃO acolheu a aceitação e os votos (legalmente) necessários, dos associados do Clube Náutico de Viana, para a viabilizar.
Este processo conduzirá ao nascimento de um clube novo, que preservará e dignificará a memória dos seus progenitores...nas novas instalações, a construir pela Autarquia no âmbito da candidatura que efectuará a fundos Europeus do QREN, programa Compete, conforme repetidamente tem sido noticiado.

Com o pensamento no futuro do Remo em Viana, sua sustentabilidade e projecção nacional e internacional, é motivo de grande felicidade saber que para a esmagadora maioria dos amantes da modalidade...
                               O REMO EM VIANA... É O MAIS IMPORTANTE!
                                  

terça-feira, 30 de agosto de 2011

ASSINADOS OS PROTOCOLOS DE COOPERAÇÃO entre a Câmara e Associações Náuticas de Remo, Vela e Canoagem

No dia 29 de Agosto, pelas 17,30h na Biblioteca Municipal, foi assinado com "pompa e circunstância" o Protocolo de Cooperação no âmbito do projecto Centro de Mar...estiveram presentes todo o elenco camarário e atletas, dirigentes e simpatizantes de todas as modalidades náuticas representativas de Viana...
ver...documento oficial on line...

domingo, 28 de agosto de 2011

ASSINATURA DO PROTOCOLO CÂMARA/ARCO/NÁUTICO

FINALMENTE...

O processo de concurso e construção do novo posto náutico do remo está quase a arrancar!

Amanhã dia 29 pelas 17,30h na Biblioteca Municipal, vai ser, finalmente, assinado o Protocolo de Construção e Dinamização do centro do remo, entre a Câmara, o Arco e o Náutico.

Este protocolo integra-se no âmbito do projecto "Centro de Mar" que constituirá, em Viana,  um pólo agregador da náutica e do turismo náutico através da articulação, em rede, de um conjunto de actividades que englobam a construção e reparação de embarcações de recreio, a expansão e qualificação de instalações náuticas, o turismo náutico e a valorização de um conjunto de elementos patrimoniais e ambientais, potenciadores da criação de novas actividades relacionadas com a valorização do mar, e de novas competências, nomeadamente na área dos serviços à náutica.

Este protocolo prevê que o Centro de Remo de Viana do Castelo, garantido que esteja o seu financiamento comunitário no âmbito do Centro de Mar, ocorrerá até Dezembro de 2012.

Prevê desenvolver e concluir, após aprovação da candidatura, o processo de agregação tendente à criação de uma só estrutura associativa desportiva promotora da actividade do remo, na cidade de Viana do Castelo, com a cedência inicial do equipamento por 20 anos, renovável por períodos de 10 anos, sem encargos, nos termos do contrato a celebrar oportunamente entre as partes.

São diversas as obrigações que constituirão a oferta nas várias modalidades do Remo com desenvolvimentos na actividade regular de iniciação, formação e competição do remo e, também, a participação em regatas nacionais e internacionais, passando ainda pelas inovações nas vertentes escolar, recreativa, turística e remo adaptado a cidadãos com deficiência.

A organização de regatas nacionais e internacionais de fundo e velocidade, o desenvolvimento de campos de férias, o apoio logístico a estágios de âmbito nacional e internacional, a parceria para apoiar  planos de formação técnica qualificada, objectivamente garantindo a actividade desportiva regular, serão igualmente tarefas muito ambiciosas para os novos dirigentes do remo de Viana.

O incremento em 20% do número de atletas federados e da recreação é outra das obrigações que a nova estrutura do remo de Viana deverá garantir até 2016. 

Finalmente será elaborado conjuntamente com o Município um Regulamento de Utilização da nova Instalação para o Remo, que contará com um funcionamento no horário de Inverno, 3 horas, e no de Verão 7 horas/dia, garantindo a utilização das embarcações desportivas de recreio e lazer e o enquadramentio técnico para o desenvolvimento da actividade do remo lazer/turismo em condições a acordar com o município.

As gentes que efectivamente querem SERVIR o REMO e NÃO-SERVIR-SE DO REMO...deveriam "abraçar este projecto" e reconhecer o esforço que a Autarquia Vianense, e mais especificamente o seu Presidente e vice Presidente, está a projectar para a cidade e para os actuais e futuros praticantes do Remo em Viana.

Os jovens são quem mais importa ajudar...a ter condições dignas -que nunca existiram em Viana- e que, só desta forma, será possível melhorar!

BEM HAJAM todos aqueles que, desinteressadamente, se entregaram a esta causa de cidadania.

Um agradecimento especial aos actuais Presidentes do ARCO e do NÁUTICO, Esteves e Guimarães, pela sua ambição e teimosia em SERVIR O REMO!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Projecto do novo posto náutico

Ver abaixo em:
FOTOS NOTÍCIA.... a planta do novo projecto para o remo

domingo, 3 de julho de 2011

ARCO aprova FUSÃO com o CLUBE NÁUTICO DE VIANA

 Realizou-se no passado dia 01 de Julho a Assembleia Geral Extraordinária da ARCO que tinha como principal objectivo aprovar a FUSÃO com o Clube Náutico de Viana, o que veio a acontecer.
Além da FUSÃO a Assembleia aprovou igualmente, na generalidade, o projecto de Estatutos tendo sido apenas reprovado o nome proposto e que constava dos Estatutos.
 A Assembleia adiantou alguns nomes possíveis não fechando a lista para que a comissão negociadora pudesse encontrar outros alternativos, obrigatoriamente onde não constasse nenhuma referência igual ou aproximada aos actuais nomes dos clubes de remo Arco ou Náutico.
Em suma foi dado um importante passo com vista à Assembleia do Náutico, que se realizará em Setembro, e que assim passa a ter, uma vez mais, a responsabilidade de aprovar esta tão necessária como urgente UNIÃO com o Arco que se persegue há mais de 10 anos!

terça-feira, 28 de junho de 2011

NÁUTICO DE VIANA ALTEROU A DATA DA ASSEMBLEIA GERAL PARA DISCUTIR A FUSÃO COM O ARCO

As novas datas para as Assembleias Gerais Extraordinárias para a Fusão dos Clubes de Remo ARCO e NÁUTICO de Viana.
A do ARCO mantém-se e será a 1 de Julho e a do NÁUTICO foi adiada para 2 de Setembro.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

ARCO E NÁUTICO GANHAM CANDIDATURA PARA O "SPRINT" em VIANA

Exmos. Senhores Presidentes
ARCO – Associação de Remadores para Competição
CNV – Clube Náutico e Viana
Ofício nº423/11
Lisboa, 7 de Junho de 2011.

A Direcção da FPR, decidiu em reunião de Direcção no passado dia 4 de Junho, e de entre as diversas candidaturas à organização do Campeonato Nacional de Sprint da época em curso, atribuir o mesmo à candidatura protagonizada pela candidatura conjunta dos vossos dois clubes.
Esperemos que tal candidatura corra conforme o desejado pela família do remo, e que a mesma seja um marco nas organizações desportivas em Viana do Castelo, e que contribua para o desenvolvimento da modalidade nessa região.
Dentro de dias a Direcção da FPR formalizará convosco o contrato final desta organização, pelo que entraremos em contacto logo que seja necessário.

Com os melhores cumprimentos
António João Rascão Marques
Presidente da F.P. de Remo

terça-feira, 24 de maio de 2011

PROCESSO DA FUSÃO ARCO-NÁUTICO (ANV-Associação Náutica de Viana) a remadas largas...

Estão marcadas as ASSEMBLEIAS GERAIS EXTRAORDINÁRIAS DO ARCO E DO NÁUTICO com vista à tão desejada FUSÃO entre estas duas colectividades do Remo Vianense.

No próximo dia 24 de Junho será a AG do Náutico e uma semana depois a 1 de Julho será a do ARCO.

Estas Assembleias discutirão e aprovarão 3 pontos cruciais para o futuro do Remo Vianense:
1-A FUSÃO do ARCO e do NÁUTICO
2-Os Estatutos da nova Associação que além do novo equipamento, emblema e bandeira, apresentará  também o nome mais concensual encontrado pela comissão conjunta negociadora:
                          ANV-ASSOCIAÇÃO NÁUTICA DE VIANA
3-A extinção dos 2 clubes ARCO e Náutico

Recorda-se que estas duas Associações de Remo pretendem formar um novo Clube e uma nova dinâmica no Remo Vianense, com vista à utilização e gestão do novo espaço náutico a construir pela Câmara Municipal nos terrenos da antiga Seca.

Sabemos que já existe o projecto aprovado com todos os pareceres necessários e que a todo o momento irá ser lançado o Concurso com vista ao seu financiamento e construção.

Estão de parabéns as duas Direcções, os seus dirigentes e em particular a comissão negociadora que, com a ajuda de um jurista muito experiente, e ao cabo de diversas reuniões que se prolongaram por mais de um ano, conseguiram este acordo final que manifesta a vontade inequívoca de mais dos 3/4 dos Associados necessários para garantir esta Fusão. Era uma decisão por demais evidente, porque estava em causa a sustentabilidade financeira, directiva e desportiva das colectividades existentes e também da nova associação, permitindo desta forma o REMO dar a resposta capaz ao projecto da cidade náutica que a Autarquia tem forte desejo em potenciar através do seu Centro de Mar.

Os Clubes já têm dado enormes passos no sentido da união, tendo apresentado ainda para esta época desportiva uma Candidatura conjunta à organização, em Viana, do Campeonato Nacional de Shell Sprint para o próximo Setembro.
arco

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Campeonato Nacional SPRINT Shell em Viana???

A ARCO e o NÁUTICO de Viana candidataram-se à organização conjunta do Campeonato Nacional de Sprint Shell a organizar em Viana no próximo Setembro.
Existemvárias candidaturas:
Sporting Club Caminhense, do Clube Náutico de Viana e do ARCO em conjunto, da Associação Académica de Coimbra, do Clube Popular de Cacia e do Clube Naval de Mora, além da própria candidatura da FPR, na Pista de Montemor-o-Velho.

O caderno de encargos bastante exigente constitui-se como um desafio importante que obriga à parceria com a Câmara Municipal de Viana.

A decisão será tomada a 4 de Junho.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

SÃO HOJE RETOMADAS AS REUNIÕES PARA A FUSÃO ENTRE ARCO E NÁUTICO

       Após um pequeno interregno motivado pelas Assembleias para aprovação das contas do exercício de 2010 e também devido à participação activa dos Clubes nas regatas Nacionais de Inverno, o ARCO e o NÁUTICO, retomam hoje as reuniões com vista aos compromissos para a tão desejada FUSÃO, vontade inequívoca já manifestada pelas actuais Direcções.
      Um dos grandes objectivos será a futura gestão do Novo Complexo Náutico a edificar ainda este ano, segundo soubemos, pois o adiantado estado do processo que inclui já a aprovação do projecto (nunca antes conseguido) com todos os pareceres já emitidos pelas entidades envolvidas, o que faz com que já se comente a eventualidade de ser aberto o respectivo concurso público dentro de aproximadamente um mês.

BONS VENTOS E BOAS MARÉS...PARA O REMO DE VIANA E SUAS ASPIRAÇÕES!

Pela minha parte estou muito esperançado que no próximo ano teremos novas instalações, dignas e merecedoras dos excelentes jovens remadores que abundam por esse lindo Lima e por esta nossa cidade de Viana do Castelo.

CENTRO DE MAR, CENTRO DE DESPORTOS NÁUTICOS E CENTRO EMPRESARIAL NÁUTICO DE VIANA DO CASTELO



Através do Programa COMPETE irá nascer em Viana do Castelo, no âmbito da criação do CENTRO DE MAR, um CENTRO DE DESPORTOS NÁUTICOS que irá facilitar a construção de uma rede de articulação com os clubes e associações náuticas e que constituirá um veículo de promoção e dinamização das actividades náuticas.
Será ainda responsável pela dinamização do pólo de apoio às tripulações que venham a utilizar a marina atlântica, entre outros.
ESTE CENTRO IMPLICA TAMBÉM A RECONVERSÃO E ADAPTAÇÃO DOS CLUBES NÁUTICOS/CENTROS DE DESPORTO NÁUTICO.
Ler mais...

Nas acções estratégicas relativas ao CENTRO DE MAR podemos ler:

-Preparação do concurso para o projecto e  EIA do Centro de Remo e Canoagem;
-Lançamento do concurso para concepção, construção e exploração do Centro de Remo de Touvedo e infra.estruturas e equipamentos de apoio;
-Identificação de eventuais interessados em alojamentos para segmentos diferenciados e infra.estruturas de lazer diversificadas.
ler mais...Centro_de_Mar_Relat_rio_Final.pdf

quinta-feira, 3 de março de 2011

Reuniões para a Fusão

ARCO e NAUTICO efectuaram já diversas reuniões com o objectivo de dotar a cidade de um Clube de Remo de alto nível. Arbitrados por um Jurista de nome de Viana foram já acertados diversos pormenores com vista à questão da Utilidade Pública Desportiva, da Integração dos Sócios e do Equipamento Desportivo, Estudos para o novo Nome e novo Fato de Competição bem como Bandeira.
Prevê-se que tudo fique pronto a iniciar a próxima época de 2011/2012, em Outubro, partilhando as actuais instalações e equipamentos com vista a preparar a futura organização que receberá da Câmara de Viana as novas Instalações Náuticas a edificar pela Autarquia nos terrenos da Argaçosa.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Carta Aberta do ARCO e do NÁUTICO -compensações pela formação de atletas

CARTA ABERTA À FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE REMO
Exmo. Senhor Presidente da Federação Portuguesa de Remo.

No Remo, a formação, tal como em muitas outras modalidades amadoras, é essencial à criação de bons praticantes para o desenvolvimento da modalidade. Sem formação, e atendendo à especificidade própria do remo, das suas condições de treino e de realização das provas, seria improvável que qualquer jovem com mais de dezoito anos de idade viesse a abraçar a modalidade, com possibilidades de sucesso desportivo no futuro. Na formação não se pretende apenas formar atletas mas, também cidadãos, incutindo-lhes valores, responsabilidade, disciplina, regras de convivência, de trabalho no treino e de respeito pelas instituições que os formam. Por tudo isto, os clubes que se dedicam e investem uma grande parte dos seus recursos em formação, têm e devem ser protegidos em relação àqueles que, possuindo um maior poder financeiro, têm capacidade para aliciar atletas em idades mais avançadas para representar os seus emblemas.
A Direcção da Federação Portuguesa de Remo, tendo consciência destes factos, elaborou e procurou fazer aplicar, no inicio da presente época desportiva (2010-2011), um regulamento de transferências que tinha por finalidade a protecção dos clubes que, apesar destas contrariedades recorrentes, ainda acreditam que vale a pena investir na formação. No seu espírito presidia a ideia de que os clubes com maiores possibilidades financeiras deveriam compensar os clubes onde os remadores são formados, não só pelas despesas que estes possam ter com a formação dos atletas, mas também como forma de desincentivar o aliciamento de jovens que nascem e crescem para a modalidade nos clubes de formação e que, depois, são desviados para clubes próximos onde predomina a apetência "cega" pelos títulos e pela vã e efémera glória dos triunfos fáceis. Só que, feito de forma apressada, sem estrutura nem aconselhamento técnico/jurídico, o dito regulamento apresentava várias lacunas que o fragilizavam, qual baralho de cartas fazia pressupor que cairia à primeira. E foi o que efectivamente aconteceu.
Os dois clubes da cidade de Viana do Castelo viram-se, no início da presente época, particularmente atingidos, perante o aliciamento feito a vários dos seus atletas (25 no total). Parte destes, (4) para integrarem um projecto desportivo que será provavelmente um nado-morto desde a sua fecundação. Face a isso, esses atletas, todos formados desde infantis nos ditos clubes, acabam por ser oferecidos por treinadores sem escrúpulos (é este o termo) a clubes que, pouco ou nada dados à promoção e investimento na formação assim beneficiam, a custo zero, de todo um trabalho árduo de vários anos dos clubes de Viana onde os atletas foram formados.
A Federação Portuguesa de Remo invocou, inicialmente, o regulamento de transferências para impedir a inscrição destes atletas, sem que o mesmo se cumprisse no que diz respeito às compensações devidas aos clubes de formação. No entanto, confrontada e "assustada" com uma providência cautelar, solicitou ao Conselho de Justiça um parecer sobre o regulamento de transferências, parecer este que, sem concluir pela ilegalidade do mesmo, apontava a necessidade de reformular algumas das suas normas. A Federação Portuguesa de Remo, no entanto e de forma surpreendente, em vez de seguir o parecer do Conselho de Justiça e encetar os procedimentos para a reformulação daquele regulamento, decidiu, pura e simplesmente, suspender a aplicação de apenas uma das suas normas. Exactamente aquela que previa a impossibilidade de inscrição de atletas sem o pagamento de compensações.
A tanto não estaria obrigada, pela simples razão de que aquela providência cautelar ainda não produzira quaisquer efeitos e, mesmo o pedido provisório da providência tinha sido indeferido liminarmente. Entendemos que este foi um mau serviço prestado pela Federação Portuguesa de Remo.
Que garantias ou incentivos terão então os clubes para poderem continuar a investir na preparação e formação dos seus jovens atletas, sabendo que qualquer clube, com possibilidades económicas maiores, os poderá vir buscar, atletas já formados para render títulos?
Como dar continuidade a uma política de formação virada para a juventude, despendendo dinheiros que muitas vezes não têm, para depois constatarem que aqueles que pouco fizeram em termos de formação e de aposta na juventude, são os que figuram nos jornais com títulos alcançados à custa de atletas que foram buscar aos clubes que lhes deram formação?
Qual o incentivo que terão os dirigentes e os clubes que se empenharam na aquisição equipamentos de formação complementar (de ginásio) e de embarcações mais modernas no sentido de darem aos jovens atletas as melhores condições para o seu desenvolvimento da modalidade, para depois verificarem que tudo o que lhes foi ensinado é aproveitado por quem tem mais dinheiro!?
É tempo de repensar este estado de coisas.
É tempo de os dirigentes federativos perceberem que é necessário ter a coragem de dizer não a certos clubes que se procuram impor, não pelo que fazem em prol do crescimento da modalidade, mas sim pelas suas possibilidades económicas…
É tempo de proteger quem faz formação, para que tenham o direito a colher os frutos do tempo empregue no ensino da modalidade, das condições que proporcionam aos seus jovens atletas, do esforço dispendido pelos seus dirigentes e pelos pais dos atletas.
A ARCO e o Clube Náutico de Viana não podem assim calar a revolta que sentem e dela não deixaram de dar conhecimento a todos quantos estão ligados à modalidade.
Os citados clubes aguardam assim que a Federação Portuguesa de Remo esclareça cabalmente todos os clubes sobre estes factos e que, de forma profissional e responsável, proceda à sua regulamentação urgente.
Os clubes signatários, ARCO e Clube Náutico de Viana

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

VENTOS POSITIVOS DE MUDANÇA...

Começam a desenhar-se quadros mais positivos e promissores com vista à tão desejada FUSÃO - vontade manisfestada pelas gentes do REMO DE VIANA.
Dentro em breve daremos notícias OFICIAIS dos progressos alcançados entre os 2 Clubes e únicos que praticam Remo em Viana.
Fala-se para aí de um nado-morto a montante mas, como o próprio nome indica, NEM CHEGA A NASCER...
Aguardem notícias brevemente

.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Câmara Municipal e clubes celebram contrato programa para elaboração do projecto do Centro Náutico

O Presidente da Câmara, José Maria Costa, assinou hoje com os dois clubes de remo de Viana do Castelo (o Clube Náutico de Viana e o ARCO – Associação de Remadores para a Competição) o contrato programa que vai permitir elaborar os projectos de arquitectura e de especialidades do futuro Centro Náutico de Remo de Viana do Castelo.
O contrato programa de desenvolvimento desportivo tem em conta a cooperação institucional entre clubes e Autarquia e surge da carência de instalações desportivas adequadas à prática de desportos náuticos e porque as instalações existentes não reúnem condições para a prática de remo e actividade física.
Tal impede, por exemplo, que se concretize o Plano de Intervenção aprovado pelo Programa Polis para a Argaçosa e inibem também o aproveitamento das potencialidades do Plano de Água do Estuário do Lima, com potencial turístico.
Assim, este contrato programa vai permitir a elaboração dos projectos de arquitectura e dos projectos de especialidade do futuro Centro Náutico de Remo, um equipamento a criar em terrenos municipais no Parque da Cidade.
Estes projectos poderão servir também para uma possível candidatura a fundos comunitários para a construção do Centro Náutico de Remo
Viana do Castelo, 03 de Dezembro de 2010

terça-feira, 26 de outubro de 2010

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO ARCO/NÁUTICO

A ARCO- Associação de Remadores para a Competição e o Clube Náutico de Viana, que promovem e se dedicam à prática do remo, nas vertentes desportivas e de manutenção, assinaram, em Maio, um Protocolo conjunto para avançarem com a execução dos projectos necessários à construção do novo complexo náutico no espaço da antiga seca de Viana na Argaçosa.
O objecto desse Protocolo visou a união de esforços tendente à escolha e adjudicação, a um gabinete de Arquitectura e Engenharia, dos projectos necessários à construção do Complexo Náutico, que as signatárias pretendem levar a efeito no Lote P (edifícios C e D) da urbanização do Parque da Cidade.
Para a prossecução deste objectivo as respectivas direcções acordaram também manter o Programa Preliminar do Complexo Náutico, apresentado, discutido e acordado com a Câmara Municipal de Viana do Castelo em Dezembro de 2009.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

FAÇA AQUI...O SEU COMENTÁRIO ACERCA DA FUSÃO!


As instalações actuais irão ser demolidas ao abrigo do programa Polis...
 A Autarquia irá construir um complexo náutico com o recurso a "fundos comunitários".
A existência de 2 clubes de remo  em Viana levanta a seguinte questão: -como deverá ser gerida e utilizada a futura Estrutura Náutica Autárquica para o Remo?
Conhecendo nós as especificidades da modalidade pensamos que apenas será viável e desejável que esse espaço seja ocupado apenas por uma entidade.O que é que você sugere?
 O seu comentário é muito importante, e, se concorda, refira também que nome sugeria para o novo Clube?

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Excerto da entrevista do Presidente do ARCO à Rádio Geice

Acerca da problemática da fusão do ARCO e do NÁUTICO o presidente do ARCO declarou à rádio Geice em Novembro de 2009 o seguinte...
ouvir

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

NÁUTICO e ARCO juntos nos Jogos Náuticos Atlânticos/Cantabria 2010...bons entendimentos!



Decorreram entre 31 Julho e 5 de Agosto os Jogos Náuticos Atlânticos 2010 na Cantábria-Santander que contou com a presença de 4 remadores Júniores da ARCO em representação do Norte de Portugal. Participaram ainda 3 atletas femininas do Clube Náutico de Viana e uma de Cerveira. As modalidades em que concorreram foi o 4x, o 2x, o 1x e o 4 de mar com timoneiro.

O Norte de Portugal conquistou um honroso 6º lugar na classificação geral entre 12 países/regiões concorrentes, tendo as tripulações da casa-Cantábria obtido o 1º lugar.

Os atletas do ARCO-Pedro Almeida-Cláudio S.João-Pedro Silva-João Vieira

As atletas do Náutico de Viana-Cláudia Passos-Vera Freixo-Patrícia Oliveira:
e do Cerveira-Rafaela Malheiro.
ler mais... na modalidade REMO

sábado, 31 de julho de 2010

POLÉMICA ENCERRADA: Viana do Castelo vai ter um Centro Náutico de Remo

A Câmara Municipal de Viana do Castelo conseguiu finalmente chegar a um consenso com os clubes de remo da cidade com vista à construção do Centro Náutico de Remo.
Ler mais...

segunda-feira, 22 de março de 2010

Viana do Castelo vai ter Centro Náutico-Boletim de (Outubro 2009)

A Câmara Municipal de Viana do Castelo aprovou, na última reunião de executivo, o projecto do futuro Centro Náutico que irá servir os dois clubes de remo e os dois clubes de natação. O projecto, da autoria do Arquitecto Rui Martins, irá nascer junto ao rio Lima e ao edifício de apoio da marina e terá todas as condições físicas para a prática daqueles desportos náuticos.../
Novo Centro Náutico em Viana...ler mais

quinta-feira, 18 de março de 2010

JOGOS NAUTICOS ATLANTICOS JNA Viana do Castelo 2009

Pode ler-se no Relatório da FPR que o NÁUTICO e o ARCO participaram na organização deste evento tendo formado uma parceria muito elogiada pelo Comité Organizador dos Jogos onde se pode ler.../ "houve unanimidade em afirmar que esta XV edição foi a melhor de sempre, quer em termos organizativos e competitivos quer pelas condições naturais, físicas e de infra-estrutura existentes em Viana do Castelo e proporcionadas aos participantes"
No Remo a selecção que representou o NORTE DE PORTUGAL unicamente formada pelos REMADORES(AS) do NAUTICO e do ARCO obteve os seguintes resultados: no barco 4+1 Banco móvel: Mulheres(3º);Júnior(4º);Homens(1º)-No 4x Olímpico: Mulheres(1º);Júnior(4º);Homens(1º)-Banco móvel duplo:Mulheres(4º);Homens(1º). O nome dos remadores(as) de Viana-Paulo Filgueiras,Diogo Brandão,João Felgueiras,João Vieira,Roberto Rodrigues,Diogo Freixo,Pedro Victor,Nuno Quesado,Susana Pinheiro,Sara Freixo,Cristiana Pinto,Alexandra Freixo,Sara Leitão,Ana Gomes.

quarta-feira, 10 de março de 2010

Jornal de Noticias DEZEMBRO DE 2006

É intenção da Câmara de Viana do Castelo dotar o estuário do Lima de quatro centros náuticos, destinados a diferentes modalidades desportivas.
ler mais...QUATRO CENTROS NÁUTICOS NO ESTUÁRIO DO LIMA

sábado, 6 de março de 2010

FOTOS notícia

Neste espaço, para já a título experimental, pretendo colocar imagens acerca do andamento das obras do novo Complexo Náutico...logo que a mesma tenha início. Para já apresento nas imagens apenas o local onde está prevista a sua construção! No novo espaço será aproveitada (reconstruída) a "antiga fábrica das boinas", ficando do lado nascente um hangar, construído de raíz, de mais de 2000m2.
Ver em fotos... zona da futura implantação do novo Complexo Náutico Autárquico

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Náutico e Arco têm dois anos para chegar ao entendimento/Paulo Julião 06-Dez-2006

Depois de quatro anos de desentendimentos entre os dois clubes de remo de Viana do Castelo, a Câmara local acaba de decidir lançar um projecto para a construção de um Centro Náutico destinado ao realojamento da modalidade. Com ou sem entendimento, as instalações dos dois clubes vão ser demolidas ao abrigo do Programa Polis, nos próximos dois anos, adverte Defensor Moura..../...
Ler mais...

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Centro náutico no parque da cidade dentro de dois anos!

Viana do Castelo, Quinta, 14 de Dezembro de 2006
A Câmara Municipal de Viana do Castelo vai lançar de imediato o projecto do futuro Centro Náutico da cidade, para que, no prazo máximo de dois anos, o Parque da Cidade já esteja livre das actuais instalações dos dois clubes de remo existentes na cidade. Tal irá obrigar a um acordo entre as duas entidades desportivas, tema que se arrasta há já alguns anos, pois as suas actuais instalações irão ser mesmo demolidas no âmbito do programa Polis..../...

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Eleições na ARCO(OUTUBRO 2009) - Razões para uma recandidatura

.../...
Relacionamento com o Clube Náutico de Viana
A nossa política desde que aderimos ao clube, em 1993, enquanto atleta e depois como dirigente, tem sido o da colaboração e promoção de relações institucionais sadias e desportivas com o CNV. Esta nossa postura tem tido alguns, poucos, contestatários que vêm nela uma “fraqueza” da ARCO perante o CNV.
Ler mais...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Clube Náutico de Viana CHUMBA a fusão em 2007

Quarta-feira, Abril 11, 2007

Os sócios do Clube Náutico de Viana chumbaram a fusão com o ARCO. A maioria até estava de acordo, mas a votação não teve a expressão estatutária necessária, o que não surpreendeu o antigo presidente Ricardo Felgueiras.

O CN Viana aprovou, em Assembleia Geral (AG), a fusão com o ARCO, só que a maioria não atingiu os valores estatutários necessários, pelo que a decisão não pôde ser validada.

Este resultado não surpreendeu Ricardo Felgueiras, o antigo presidente de Direcção que pediu a demissão justamente para não obstruir o processo de fusão.../
Ler mais...
Loading...